NOTÍCIAS
Diminuir Texto Aumentar Texto    Enviar por E-mail Imprimir
BALANÇO TRIMESTRAL
Fonte: conter
25/09/2018

Entre 1º de abril e 30 de junho de 2018, os Conselhos Regionais de Técnicos em Radiologia (CRTRs) fiscalizaram 498 municípios e 1.949 estabelecimentos de radiologia, nos setores público e privado. O balanço da Coordenação Nacional de Fiscalização (Conafi) aponta que a fiscalização alcançou 11.401 profissionais das técnicas radiológicas neste período. Veja o balanço completo:



Os Conselhos Regionais do Distrito Federal e do Espírito Santo, que recentemente contrataram novos fiscais, foram os destaques deste balanço. Cada um fiscalizou mais de 30% da categoria que atua nessas jurisdições. Missilene Nogueira, fiscal que atua Brasília, aponta o motivo do bom desempenho. Segundo a agente, todas as pendências acumuladas nos meses anteriores não foram impedimento para a realização de um bom trabalho. “O programa de treinamento oferecido pela Conafi foi muito importante para a minha preparação, bem como o suporte da ex-fiscal, que me ensinou muita coisa”, ressalta.

O programa de treinamento citado por Missilene também desempenhou um papel importante na vida do fiscal Renan Bastineli, da Espírito Santo. Ele conta que foi convocado em março e, no mês seguinte, já deu início ao roteiro de fiscalizações. “Assim que comecei a jornada, tive muitas dúvidas sobre o trabalho.  No entanto, pude contar com o suporte da supervisora fiscal Luciene do Prado e do presidente da Conafi, conselheiro Luciano Guedes. Eles me explicaram a legislação, me ensinaram técnicas de trabalho e apontaram o caminho que devia seguir”, conta.

Juntos, os dois fiscais citados inspecionaram 1.491 profissionais em 171 estabelecimentos. “Os resultados demostram que a padronização e o investimento em treinamento dos fiscais gera um retorno efetivo para o Sistema. Pelos dados apresentados é possível constatar que, apesar dos desafios, vários regionais têm conseguido avançar nas questões da fiscalização, que é a atividade precípua do nosso sistema”, esclarece Luciano Guedes. Para Renan, a sensação é de dever cumprido. “O treinamento foi a base de tudo. Aprendi a melhor maneira de abordagem durante a fiscalização, as resoluções do CONTER e outras leis necessárias para exercer o ofício”, recorda.

Vale lembrar que, entre os dias 12 e 17 de agosto, o CONTER realizou Mutirão de Fiscalização na 7ª Região, que abrange os estados de Sergipe e Alagoas. De acordo com relatório da Conafi, 30% dos profissionais inscritos na jurisdição foram atendidos pelo programa. Foram 113 estabelecimentos fiscalizados nos 36 municípios visitados. Tanto neste caso, quanto no balanço do segundo trimestre, os problemas mais recorrentes encontrados pelos fiscais estão relacionados ao exercício da profissão: contratação e acobertamento de profissionais não habilitados, pendências financeiras e administrativas e estágio irregular são as irregularidades mais encontradas.

Para o presidente do Conselho Nacional de Técnicos e Tecnólogos em Radiologia (CONTER), Manoel Benedito Viana Santos, os esforços concentrados em realizar fiscalizações mais abrangentes e de qualidade são fundamentais para a valorização da categoria. “É dever de todo o sistema CONTER/CRTRs garantir serviços radiológicos com segurança e responsabilidade, não só para os profissionais, mas para toda a sociedade”, frisa. 


25/10/2018 - CONTER decide não aumentar o valor das anuidades de 2019
DECISÃO

19/10/2018 - TRABALHOS CIENTÍFICOS
Profissional da Radiologia tem artigos científicos publicados em periódicos nacional e internacional

17/10/2018 - COMUNICADO AOS PROFISSIONAIS
ATUALIZANDO OS DADOS


Nome:

E-mail:

Endereço: SRTVN 701 Ed. Brasília Rádio Center, Ala B, 2 Andar, Sala 2001 - CEP: 70719-900 Brasília - DF - Fone: (61) 3328-0689
© 2018 - Todos os direitos reservados - Produzido por Guinaweb - Ateliê Designer

Nome:

E-mail:

Mensagem:


 

Nome:

E-mail:

Tipo:


 

Este espaço é dedicado para você que estã diante de uma situação de irregularidade ou exercício ilegal da profissão e quer denunciar para que apuremos o fato e os infratores sejam punidos. Para denunciar, pedimos que você se identifique e preencha os dados abaixo. Garantimos o sigilo total dos seus dados, apenas exigimos a identificação para evitar denúncias infundadas e trotes.
Nome:

E-mail:

Telefone:

Cidade:

Estado:

Descrição da denúncia (relacione todas as informações que tem sobre a situação, como nomes, endereço, telefones, infrações etc. Cada detalhe nos ajuda a investigar e punir quem exerce ilegalmente a profissão ou não cumpre as normas de segurança da área)

 

Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Destinatário:

E-mail do Destinatário:

Mensagem: